Debate na EMERJ destaca a importância dos operadores do direito estarem atentos às novas tecnologias

A Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro (EMERJ) realizou nesta terça-feira, dia 30, a 63ª reunião do Fórum Permanente de Ciência Política e Teoria Constitucional. O encontro reuniu o professor da EMERJ, Walter Aranha Capanema; o advogado e membro da Comissão de Tecnologia da Informação da OAB/RJ, Adriano Domenico Siciliani e a diretora do Departamento de Suporte e Atendimento (DEATE) do TJRJ, Virna Pery Amorim. Também esteve presente Regina Célia Brito Lourenço - DGTEC / TJRJ.

A abertura do encontro foi feita pelo desembargador Nagib Slaibi Filho, presidente do Fórum Permanente de Ciência Política e Teoria Constitucional, que ressaltou sobre o tema “Constituição, marco civil da internet e processo judicial eletrônico” : “Não se trata de uma questão só de informática, é uma questão política. A justiça é um local de encontro de pessoas sufocadas por forças econômicas, sociais e políticas; e a justiça do Rio de Janeiro precisa estar apta a atender as demandas dessa era digital”.

Abrindo os debates do evento, o professor Walter Capanema discorreu sobre a privacidade e intimidade no marco civil, que para ele é a constituição da internet. Segundo Capanema , nada na internet é gratuito : “ O Facebook, Instagram e Whatsapp são serviços aparentemente gratuitos; mas eles ganham dinheiro com os nossos dados, com a nossa intimidade. Trata-se de uma moeda de troca”.

Coube ao advogado Adriano Domenico Siciliani falar sobre o processo eletrônico, que segundo ele proporciona maior celeridade, economia de papel e tempo de deslocamento. “Somente o mais adaptável sobreviverá; quem não entender de processo eletrônico está fadado a sair do mercado”, alertou . Segundo Siciliani, o ano de 2015 foi o primeiro em que distribuição de processo eletrônico superou a de papel. Tendo em vista estes dados, ele aconselha ao operador do direito dominar programas de digitalização, aplicativos, possuir internet, fazer backups e utilizar certificações digitais.

A diretora do DEATE do TJRJ, Virna Pery Amorim, trouxe um breve histórico sobre a implantação do processo eletrônico dentro do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro e destacou: “90% dos processos, ao subirem para uma instância superior, são digitalizados e necessitam de uma indexação mínima”.

31 de maio de 2017

Fonte: Assessoria de Comunicação Institucional da EMERJ




Magistrados EMERJ

MAGISTRADOS

Informações sobre cursos oficiais de formação e aperfeiçoamento.

Virtual EMERJ

VIRTUAL EMERJ

Ambiente Virtual de Aprendizagem. Cursos oferecidos na modalidade a distância.

Portal Acadêmico EMERJ

PORTAL ACADÊMICO

Destinado aos alunos e professores do Curso de Especialização em Direito Público e Privado.

Eventos EMERJ Gratuitos

EVENTOS EMERJ GRATUITOS

Fóruns, seminários e ciclo de palestras destinadas ao público em geral.

Publicações EMERJ

PUBLICAÇÕES

Artigos jurídicos de diferentes áreas do direito.

Informativo EMERJ

INFORMATIVO

Divulgação de eventos, cursos e notícias.

EMERJ em Pauta

EMERJ EM PAUTA

É o programa em vídeo disponibilizado no seu canal de Youtube, destinado a estudantes, profissionais do Direito e público em geral.

Eventos Gravados EMERJ

EVENTOS GRAVADOS

Seminários e ciclo de palestras realizados pela EMERJ.

Vídeo Institucional EMERJ


VÍDEO INSTITUCIONAL

Lançamento de Livros

LANÇAMENTO DE LIVROS

Divulgação dos lançamentos de livros de autores da área jurídica.

Eventos Externos

EVENTOS EXTERNOS

Divulgação de eventos da área jurídica de outras instituições.