Direito empresarial e o novo CPC em debate na EMERJ

A Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro – EMERJ reuniu nesta segunda-feira, dia 29, especialistas para debaterem “Questões controvertidas do novo CPC no direito empresarial” na 109ª reunião do Fórum Permanente de Direito Empresarial. O encontro foi aberto e presidido pelo desembargador Antonio Carlos Esteves Torres.

Entre os especialistas convidados a palestrar estavam a diretora do Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB) e professora da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Ana Tereza Palhares Basílio, e a também professora da FGV Mônica Gusmão. Compuseram a mesa de abertura o juiz Ricardo Alberto Pereira e o professor Luiz Felizardo Barroso.

Ao abrir a palestra, a professora Ana Tereza Palhares Basílio relatou haver um número relevante de alterações que o novo Código de Processo Civil (CPC) de 2015 trouxe para área do direito empresarial. Entre essas mudanças, ela destacou a incorporação de práticas usadas na arbitragem no negócio jurídico-processual.

“O novo código de processo civil, influenciado pela arbitragem, possibilita haver entre as partes a determinação de regras a serem seguidas no rito processual. Os envolvidos podem estabelecer, de comum acordo, alterações no rito, inversão da ordem da perícia, escolha de perito mais apto a realização de perícia e fixação de prazos. As especificações deverão ser seguidas durante o processo, cabendo ao juiz atuar como filtro em eventuais feições abusivas, em que possa haver ilegalidade”, relatou Ana Basílio.

Segundo a professora Mônica Gusmão, o legislador foi preciso ao admitir a aplicação da teoria da desconsideração inversa da personalidade jurídica no novo CPC. “Quando o sócio se utiliza da sociedade, ou seja, quando ele transfere indevidamente seu patrimônio para a sociedade para diminuir a garantia dos credores, o credor poderá pedir ao juiz a aplicação da teoria invertida. Nela será afastada a personalidade jurídica da sociedade para atingir o patrimônio próprio da sociedade, pois ela recebeu indevidamente o patrimônio que o sócio transferiu. Porém, o ônus da prova é do credor, que terá que comprovar que houve uma transferência fraudulenta”, alertou a professora.

30 de maio de 2017

Fonte: Assessoria de Comunicação Institucional da EMERJ




Magistrados EMERJ

MAGISTRADOS

Informações sobre cursos oficiais de formação e aperfeiçoamento.

Virtual EMERJ

VIRTUAL EMERJ

Ambiente Virtual de Aprendizagem. Cursos oferecidos na modalidade a distância.

Portal Acadêmico EMERJ

PORTAL ACADÊMICO

Destinado aos alunos e professores do Curso de Especialização em Direito Público e Privado.

Eventos EMERJ Gratuitos

EVENTOS EMERJ GRATUITOS

Fóruns, seminários e ciclo de palestras destinadas ao público em geral.

Publicações EMERJ

PUBLICAÇÕES

Artigos jurídicos de diferentes áreas do direito.

Informativo EMERJ

INFORMATIVO

Divulgação de eventos, cursos e notícias.

EMERJ em Pauta

EMERJ EM PAUTA

É o programa em vídeo disponibilizado no seu canal de Youtube, destinado a estudantes, profissionais do Direito e público em geral.

Eventos Gravados EMERJ

EVENTOS GRAVADOS

Seminários e ciclo de palestras realizados pela EMERJ.

Vídeo Institucional EMERJ


VÍDEO INSTITUCIONAL

Lançamento de Livros

LANÇAMENTO DE LIVROS

Divulgação dos lançamentos de livros de autores da área jurídica.

Eventos Externos

EVENTOS EXTERNOS

Divulgação de eventos da área jurídica de outras instituições.