EMERJ realiza seminário sobre “Gênero e os Desafios de Sustentabilidade”


clique na imagem para ampliar

O auditório Antônio Carlos Amorim sediou, no último dia 24 de maio, o seminário “Gênero e os Desafios de Sustentabilidade”. O encontro marcou a 100ª reunião do Fórum Permanente de Direito do Ambiente e a 21ª do Fórum Permanente de Violência Doméstica, Familiar e de Gênero. O evento foi aberto pela juíza Adriana Ramos de Mello e pela Desembargadora Maria Collares Felipe da Conceição, respectivamente, presidentes do Fórum de Violência Doméstica, Familiar e de Gênero e do Fórum de Direito do Ambiente.

Na ocasião, a juíza Adriana Ramos de Mello destacou: “Este evento tem a capacidade de refletir a respeito da importância da mulher e da igualdade de gênero na sustentabilidade para que sejamos um país que respeite os direitos humanos e também que seja sustentável”. E completou: “A sustentabilidade é o combate à pobreza, passa pela igualdade de gênero e o desenvolvimento econômico, não é apenas proteger o meio ambiente, à verdade, não irá haver sustentabilidade se não houver igualdade entre homem e mulher”.

A Desembargadora Maria Collares Felipe da Conceição, presidente do Fórum de Direito do Ambiente, chamou atenção para o fato deste tema tão importante ser debatido por esses dois Fóruns Permanentes da Escola.  E ainda falou sobre a importância do trabalho realizado: “Esta reunião é uma oportunidade de recarregarmos nossa energia demonstrando que estamos na direção certa”.

Logo em seguida, a presidente do Jardim Botânico, Samyra Crespo, representou a Ministra do Meio Ambiente, Izabella Mônica Teixeira, na palestra “Gênero e Sustentabilidade”. O primeiro painel do seminário foi sobre o tema “Agenda de Gênero e o Legado da Rio+20” e teve como palestrante a representante da ONU Mulheres Brasil e Cone Sul, Dra. Rebecca Reichmann Tavares. A subsecretária de políticas para as Mulheres do Estado do Rio de Janeiro, Ângela Maria Mesquita Fontes, e a secretária especial de política para as Mulheres do Município do Rio de Janeiro, Ana Maria Santos Rocha, foram as responsáveis pelo debate.  O tema do segundo painel foi “As Novas Perspectivas Ecofeministas: Limites e Possibilidades” e teve como palestrante a socióloga e coordenadora do Instituto EQÜIT – Gênero, Economia e Cidadania Global, Graciela Rodrigues, no papel de mediadora a diretora da CEPIA, Dra Leila Linhares Barsted. Também estiveram presentes, na mesa, durante a primeira parte do evento, o presidente da Comissão Mista de Comunicação Institucional do TJRJ, Desembargador Luis Fernando Ribeiro de Carvalho, e o representante da Petrobras, Dr. Cândido Ferreira da Cunha leite.

Na parte da tarde, o seminário reiniciou com a palestra “A Mulher e o Consumo Responsável”, proferida pela presidente do Jardim Botânico, Dra. Samyra Crespo, e debatida pela diretora de Sustentabilidade da Brasil Kirin, Juliana Nunes. Em seguida, no quarto painel do dia, o tema foi “A Agenda de Justiça Socioambiental” exposto pela Desembargadora Federal de São Paulo Consuelo Yatsuda Moromizato Yoshida sendo debatida pela diretora de Sustentabilidade da Brasil Kirin, Dra. Juliana Nunes. A última palestra teve o tema “Interface entre Desenvolvimento Sustentável e Políticas Públicas” apresentado pela consultora de Direito Ambiental da Petrobras, Margareth Michels Bilhalva, e debatido pelo coordenador de Direito Ambiental da Petrobras, Luciano Claudio Lage Guimarães Mendes, pelo representante da Petrobras, Dr. Cândido Ferreira da Cunha Leite e pela Dra. Andréa Ramos de Mello.

PORTAIS

MAGISTRADOS

VIRTUAL EMERJ

PORTAL ACADÊMICO

eventos


EVENTOS EMERJ

LANÇAMENTO DE LIVRO

EVENTOS EXTERNOS

PUBLICAÇÕES

Revista da EMERJ

Série Aperfeiçoamento de Magistrados

Direito em Movimento

Revista de Artigos Científicos dos Alunos da EMERJ



REVISTA DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO DO CONSUMIDOR E RESPONSABILIDADE CIVIL





Monografias apresentadas pelos alunos da EMERJ

Cadernos do Curso de Extensão de Direito do Consumidor

MÍDIAS

Conheça a EMERJ

PAPO LEGAL - PODCAST

EVENTOS GRAVADOS