Novos mediadores judiciais: a cultura da pacificação na construção de uma sociedade mais justa

Clique nas imagens para ampliar

Cento e cinquenta novos mediadores judiciais, formados pelo Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (NUPEMEC), em conjunto com a Escola da Magistratura do Estado do Rio De Janeiro (EMERJ), receberam a certificação nesta sexta-feira, 14 de julho. A cerimônia foi no auditório Antônio Carlos Amorim, durante a 37ª reunião do Fórum Permanente de Práticas Restaurativas e Mediação, da EMERJ. A advogada Alcilene de Mesquita, agora mediadora, disse que “É muito gratificante ver um caso resolvido em no máximo três sessões”. Para a advogada, a mediação é uma ótima possibilidade de a sociedade dar fim a essa cultura do litígio.

Na abertura do encontro, o Desembargador Ricardo Rodrigues Cardozo, diretor-geral da EMERJ, pontuou que “a mediação é o futuro pelo qual a solução dos nossos litígios tem que passar”.

“Nós temos confiança inabalável na mediação judicial e na mediação privada”, declarou o presidente do Fórum, desembargador César Felipe Cury,

O desembargador Kazuo Watanabe, do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, foi convidado para a palestra que teve como tema “A Importância dos Mediadores no Acesso à Ordem Jurídica Justa”. Para defender a “cultura da pacificação”, em substituição ao que ele chama de “cultura da sentença”, o palestrante fez uma comparação de São Paulo com o Japão. Ele disse que, para 40 milhões de habitantes, o Estado de São Paulo tem hoje 500 mil advogados. Já o Japão, segundo o desembargador, tem 120 milhões de habitantes e menos de 30 mil advogados. “A mediação praticada não só no Judiciário, mas em toda a sociedade vai formando na nossa população uma nova cultura de pacificação, contribuindo para a construção de uma sociedade mais justa”, concluiu o desembargador Kazuo Watanabe.

Os novos mediadores receberam a certificação das mãos do desembargador Antonio Carlos Esteves Torres. A psicóloga Daniela Guimarães de Melo e Souza estava emocionada com a nova responsabilidade. “Mediação de conflito é uma realização. Nós não estamos na mediação para diminuir o tempo do processo, nós realmente desejamos que as pessoas entendam que elas são importantes para harmonizar e cuidar da sociedade”, disse a psicóloga.

14 de julho de 2017

Fonte: Assessoria de Comunicação Institucional da EMERJ



MAGISTRADOS

Informações sobre cursos de Formação e Aperfeiçoamento.

VIRTUAL EMERJ

 Ambiente Virtual de Aprendizagem.

PORTAL ACADÊMICO

Espaço destinado aos alunos e professores do Curso de Especialização em Direito Público e Privado.

PUBLICAÇÕES

 Coletânea de Artigos Jurídicos de Diferentes Áreas do Direito.

EVENTOS EMERJ

Cursos, seminários e ciclo de palestras destinadas ao público em geral. Gratuitas!

EVENTOS GRAVADOS

Gravação de cursos, seminários e ciclo de palestras realizados pela EMERJ.

EVENTOS EXTERNOS

 Divulgação de eventos da área jurídica de outras instituições.

LANÇAMENTO DE LIVROS

Divulgação dos lançamentos de livros de autores da área jurídica.

EMERJ TV

Programação destinada ao público interno do Fórum Central apresentada diariamente no canal 10.1 do Circuito Interno do PJERJ.

VÍDEO INSTITUCIONAL

 Seja Bem-Vindo à EMERJ.

INFORMATIVO

Divulgação de eventos, cursos e notícias.