Especialistas debatem o meio ambiente na Constituição Federal

clique na imagem para ampliar

“30 anos da Constituição Ecológica” foi o tema da 131ª reunião do Fórum Permanente de Direito do Ambiente, nesta segunda-feira, 25 de junho.

O seminário analisou a evolução da Política Nacional do Meio Ambiente diante das normas constitucionais e os avanços e retrocessos no processo de implementação da garantia da preservação do meio ambiente.

“Celebramos hoje o fato de que o meio ambiente conseguiu, pelos fundamentos da Constituição de 1988, um tratamento avançado e pioneiro, firmando-se ali a convicção de que a preservação ecológica seria essencial, porque sem tal proteção não haveria a possibilidade de vida futura. Em consequência, o Poder Judiciário foi chamado a um novo protagonismo”, ressaltou o desembargador Ricardo Rodrigues Cardozo, diretor-geral da EMERJ, na abertura do seminário.

O desembargador Milton Fernandes de Souza, presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ), participou do encontro e elogiou a iniciativa da Escola de ressaltar a importância do ordenamento constitucional brasileiro. “É muito importante que o país siga a ordem constitucional e por ela se dirija. E que nós todos a ela nos submetamos”, destacou.

O professor de Direito Ambiental da Pontifícia Universidade Católica do Rio de janeiro (PUC-RIO) Fernando Walcacer apresentou o painel “Cultivando o Direito Ambiental: da Política Nacional do Meio Ambiente à Assembleia Nacional Constituinte”. Ele falou sobre a trajetória do Direito Ambiental, desde a Conferência das Nações Unidas de Estocolmo, em 1972, até a Constituição de 1988, e citou as leis que surgiram em defesa do meio ambiente. “O grande avanço é a ideia da responsabilidade civil objetiva pelos danos causados ao meio ambiente, independentemente de culpa”, pontuou.

O painel “O Clímax Constitucional: A Construção da Constituição Ecológica” foi apresentado pelo professor Fabio Feldmann, advogado e deputado federal constituinte. “O grande mérito da Constituinte foi abrir a possibilidade de um texto que permitiu um grande avanço. O capítulo do meio ambiente da Constituição Federal traz uma enorme inovação”, disse.

O tema “Entre Avanços e Retrocessos: A Complexa Implementação da Garantia do Meio Ambiente Ecologicamente Equilibrado” foi apresentado na palestra do engenheiro florestal José Carlos Carvalho, ex-presidente do Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Florestal (IBDF) e ex-ministro do Meio Ambiente.

A presidente do Fórum Permanente de Direito do Ambiente, juíza Admara Schneider, agradeceu a presença dos convidados e destacou a preocupação do Tribunal de Justiça com a questão do meio ambiente. Participaram do seminário o desembargador Jessé Torres Pereira Júnior, presidente da Comissão de Sustentabilidade (COSUS-TJRJ); e o advogado Rogério Rocco, membro do Fórum.


25 de junho de 2018

Fonte: Assessoria de Imprensa do TJRJ.



MAGISTRADOS

Informações sobre Cursos Oficiais de Formação e Aperfeiçoamento.

VIRTUAL EMERJ

Ambiente Virtual de Aprendizagem. Cursos Oferecidos na Modalidade a Distância.

PORTAL ACADÊMICO

Espaço destinado aos alunos e professores do Curso de Especialização em Direito Público e Privado.

EVENTOS EMERJ

Fóruns, seminários e ciclo de palestras destinadas ao público em geral.

PUBLICAÇÕES

Coletânea de Artigos Jurídicos de Diferentes Áreas do Direito.

VÍDEO INSTITUCIONAL

 Seja Bem-Vindo à EMERJ.

INFORMATIVO

Divulgação de eventos, cursos e notícias.

EVENTOS GRAVADOS

Gravação de cursos, seminários e ciclo de palestras realizados pela EMERJ.

EVENTOS EXTERNOS

Divulgação de eventos da área jurídica de outras instituições.

LANÇAMENTO DE LIVROS

Divulgação dos lançamentos de livros de autores da área jurídica.

EMERJ TV

Programação destinada ao público interno do Fórum Central.