EMERJ inicia segunda turma de Pós-Graduação em Gênero e Direito

clique na imagem para ampliar

A Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro (EMERJ) iniciou a segunda turma do curso de pós-graduação lato sensu “Gênero e Direito”, coordenado pela juíza Adriana Ramos de Mello. A aula inaugural ocorreu na última quinta-feira (26) com as professoras Bila Sorj e Leila Linhares Barsted. Também participaram a desembargadora Ivone Caetano e a pesquisadora da Fundação Oswaldo Cruz, Maria Helena Barros.

A coordenadora, juíza Adriana Ramos de Mello, deu as boas-vindas aos alunos e considerou: “A Justiça ainda carrega muito do conservadorismo e não é fácil implementar políticas de gênero, por isso a importância da EMERJ, ao abrir o espaço para estudarmos o tema e ampliar essa visão. Estamos conseguindo, ao longo do templo, plantar algumas sementes que estão rendendo bons frutos”.

Ao apresentar o curso, a juíza pontuou que uma das vertentes a serem tratadas será a do estudo sobre a Teoria Feminista do Direito, que, segundo ela, ainda é uma ciência pouco conhecida no Brasil, sendo inovador o estudo nessa área.

A socióloga, estudiosa das questões de gênero, família e políticas públicas, Bila Sorj explicou que o curso debaterá diversos aspectos para alinhar o Direito com as novas demandas das mulheres. “O Direito precisa estar mais bem equipado para lidar com as desigualdades de gênero na sociedade e poder assim avançar na democracia”, disse. Bila Sorj considerou que o movimento feminista, hoje, ainda é um dos movimentos sociais mais importantes, pois contesta questões como violência contra mulheres, desigualdade salarial, entre outras.

A professora Leila Linhares Barsted falou sobre o módulo do curso de Direitos Humanos e declarou: “O próprio sentido de Direitos Humanos tem sido cotidianamente desfigurado com uma leitura extremamente refratária aos direitos de gênero diante de determinadas violações. Fora dos Direitos Humanos o que nós temos é a barbárie; ele estabelece o limite da autoridade do Estado e os limites das relações entre os indivíduos”.

O curso

A pós-graduação lato sensu “Gênero e Direito” da Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro (EMERJ) compreende 368 horas-aula, em oito módulos: Introdução aos Estudos Feministas; Direitos Humanos, Direito das Mulheres e Políticas Públicas, Teoria Feminista do Direito I e II; Gênero, Violência e Sistema de Justiça; Gênero feminismo e Bioética; Metodologia de Pesquisa; Didática do Ensino Superior.

Entre o corpo docente estão Ana Lúcia Sabadell, Bila Sorj, Dimitri Dimoulis, Jacqueline Pitanguy, Leila Linhares Barsted, Lívia Paiva, Maria Luiza Heilborn, Márcia Nina Bernardes e a juíza Maria Aglaé Tedesco Vilardo.

27 de abril de 2018

Fonte: Assessoria de Comunicação Institucional da EMERJ.



MAGISTRADOS

Informações sobre Cursos Oficiais de Formação e Aperfeiçoamento.

VIRTUAL EMERJ

Ambiente Virtual de Aprendizagem. Cursos Oferecidos na Modalidade a Distância.

PORTAL ACADÊMICO

Espaço destinado aos alunos e professores do Curso de Especialização em Direito Público e Privado.

EVENTOS EMERJ

Fóruns, seminários e ciclo de palestras destinadas ao público em geral.

PUBLICAÇÕES

Coletânea de Artigos Jurídicos de Diferentes Áreas do Direito.

VÍDEO INSTITUCIONAL

 Seja Bem-Vindo à EMERJ.

INFORMATIVO

Divulgação de eventos, cursos e notícias.

EVENTOS GRAVADOS

Gravação de cursos, seminários e ciclo de palestras realizados pela EMERJ.

EVENTOS EXTERNOS

Divulgação de eventos da área jurídica de outras instituições.

LANÇAMENTO DE LIVROS

Divulgação dos lançamentos de livros de autores da área jurídica.

EMERJ TV

Programação destinada ao público interno do Fórum Central.