FECHAR

Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro



Curso “Execução no CPC/2015” tem alto índice em avaliações de magistrados


clique nas imagens para ampliar

O Curso de Formação Continuada para Magistrados “Execução no NCPC/2015: Principais Controvérsias”, oferecido pela EMERJ na modalidade Ensino a Distância – EAD, nos meses de julho e agosto, obteve excelentes avaliações dos participantes, com 100% de aprovação na adequação das atividades desenvolvidas e na capacidade de aplicar os conhecimentos oportunizados pelo curso na atividade profissional.v

Foram quatro módulos em vídeoaula com carga horária de 30 horas. Com metodologia participativa por meio de debates virtuais, o curso abrangeu conteúdos como: aspectos gerais da liquidação, execução individual de sentença coletiva, procedimento do cumprimento de decisão judicial, embargos à execução, penhora de créditos e alienação por leilão judicial.

Com alta procura, o curso teve vagas esgotadas e a participação de 40 juízes. O professor e tutor responsável, o juiz Daniel Vianna Vargas, considerou: “O sucesso do curso se deve ao corpo técnico do Departamento de Aperfeiçoamento de Magistrados da EMERJ, que propicia a utilização de todos os recursos pedagógicos e tecnológicos necessários, assim como às metodologias ativas que favorecem a efetiva participação do aluno, verdadeiros protagonistas. Todos de parabéns!”

Ministraram as aulas os professores Luiz Rodrigues Wambier, advogado; Paulo Henrique dos Santos Lucon, presidente do Instituto Brasileiro de Direito Processual e docente da USP; e Marcelo Abelha Rodrigues, advogado e professor.

O período de avaliação de aprendizagem do curso ocorreu de 31 de julho a 6 de agosto. Destacam-se abaixo alguns trechos das avaliações feitas pelos alunos:

“Curso com excelente estrutura, fornecendo lições valiosas, articulando aspectos doutrinários, legais e práticos”.

“O curso foi bastante produtivo no que tange à prática jurisdicional do processo executivo. Aprendi novas técnicas e teorias para o aprofundamento na matéria e, com certeza, terei novos instrumentos para a solução dos processos sob minha responsabilidade”.

“O cumprimento de sentença (ou a execução autônoma) fazem parte do dia a dia de todo o magistrado que atua no âmbito cível (lato sensu). O tutor teve a louvável preocupação de trazer temáticas práticas, que se apresentam com frequência nos processos em fase de execução e que aperfeiçoaram nossas lições sobre a eficácia das execuções. Assim, o que aprendi neste curso será implementado diariamente nos feitos em trâmite no juízo de que sou Titular”.

“O arcabouço teórico que me foi ofertado por este curso foi muito grande. Isto fez com que fosse elevado meu nível de conhecimento sobre as controvérsias existentes sobre diversos aspectos da execução, após o CPC/2015”.


13 de agosto de 2019

Fonte: Assessoria de Comunicação Institucional da EMERJ